bandeira (flag) bandeira (flag)

Brasil - Massa crítica e não-localidade

Sem a massa crítica o "neutron" não causa reação

Em 2012 o Brasil foi o recordista mundial em número absoluto de assassinatos - 56.337 mortes! 30% a mais que o segundo colocado (Índia) e 280% a mais que o oitavo (Estados Unidos). Um assassinato a cada 10 segundos! (1)

Muita violência e, até agora apenas tentativas insuficientes de aumentar a repressão e construir mais prisões.

De nossa parte, estamos tentando há 3 anos demonstrar a eficácia do Trabalho Processivo para prevenir a violência em escolas e também transformar o clima, mais educacional que prisional, nas casas sócio-educativas para adolescentes em conflito com a lei. Veja nosso artigo sobre isto aqui.

E o que é que isto tem a ver com você, interessado(a) na área social, Diplomado(a) ou estudante do Trabalho Processivo?

1. Pelo princípio da não-localidade, tudo a ver.

2. De acordo com o paradigma do Trabalho Processivo este mar de problema pode ser também um oceano de oportunidades de trabalho!

3. Além disso, a Física, a Química e a Sociologia compartilham, e nos ajudam, com o conceito de Massa Crítica - uma quantidade mínima suficiente e necessária de "materiais" para deflagar uma taxa auto-sustentada de atração/reação de novos "materiais" em um sistema.

E qual seria a massa crítica de estudantes e diplomados, residentes e/ou convidados, necessária para deflagar o Trabalho Processivo no Brasil?

Para seu conhecimento, já vieram ao Brasil, de 1994 a 2013, pela ordem: Arnold and Amy Mindell, Carol Zahner, Stanford Siver, Midori Hirai e David Jones. Por sua vez, Nick Turner já mora em São Paulo, com Anna Rezende, desde 2008.

Mais ainda, através do Instituto Janus, ONG a que pertencemos, tivemos desde 2006, 7 projetos financiados para treinar lideranças em resolução de conflitos e publicar um livro de Arnold MIndell - A Liderança como Arte Marcial.

Também temos trabalhado o clima organizacional, transformando conflitos em oportunidades e criatividade, em 4 organizações. Uma delas desde 2006.

Tivemos ainda o grande privilégio de dois fóruns abertos conduzidos por Arny e Amy através de vídeo-conferência. Um deles facilitado localmente por Stanford Siver, o outro por nós.

Ainda mais recentemente, em 2013, Midori Hirai e David Jones vieram para uma semana de seminários, troca de experiência e encontro com adolescentes "presos" em um Centro de medidas sócio-educativas.

O Brasil é muito mais parecido com os Estados Unidos do que com a Ucrânia, Austrália ou Japão, não é verdade?

Em sendo assim, como você, estudioso ou interessado em se capacitar nesta metodologia, conseguiria ver o que falta ao país para atingir a massa crítica do Trabalho Processivo no Brasil?

Você nos permite uma sugestão?

Faça um trabalho interior, consulte o I Ching, encube um sonho e descubra se você não é, ou pode vir a ser, uma parcela da massa crítica que está nos faltando.

Saiba que este artigo já é fruto de uma consulta nossa ao oráculo chinês e, se você se permitir fazer o mesmo, o mundo, não somente o Brasil, agradecerá muito.

Raul Monteiro

Psicólogo e Certificado em Trabalho Processivo pelo Process Work Institute.

(1) Conforme Mapa da Violência - http://www.mapadaviolencia.org.br/mapa2014_jovens.php - in Portuguese.

 

Quantidade

Parece que neste caso a quantidade, e não somente a qualidade, É importante.

Sim, as duas coisas são

Sim, as duas coisas são importantes.

Enviar novo comentário

O conteúdo deste campo é privado não será exibido publicamente.